60º Congresso Brasileiro de Oftalmologia conta com a presença do Dr. Sérgio Kwitko | Oftalmo Centro

Style Sampler

Layout Style

Patterns for Boxed Mode

Backgrounds for Boxed Mode

All fields are required.

Close Appointment form

60º Congresso Brasileiro de Oftalmologia conta com a presença do Dr. Sérgio Kwitko

60º Congresso Brasileiro de Oftalmologia conta com a presença do Dr. Sérgio Kwitko

Em setembro, na cidade de Goiânia, aconteceu o 60º Congresso Brasileiro de Oftalmologia. O maior evento científico da Oftalmologia brasileira.
O evento contou com palestras de renomados profissionais nacionais e internacionais, apresentação de temas livres, pôsteres e uma ampla feira, com a presença das principais empresas do segmento oftalmológico.
O Dr. Sérgio Kwitko apresentou sua experiência nos seguintes assuntos:

– Cross-linking acelerado com Avedro, técnica mais rápida e eficiente para a estabilização do ceratocone;
– Transplante endotelial de córnea, técnica revolucionária que acelera muito a reabilitação visual e diminui muito os riscos do transplante tradicional de córnea;
– Cirurgia refrativa (hipermetropia, miopia, astigmatismo) com excimer laser a técnica de Lasik, onde a recuperação é rápida e indolor.

As técnicas consagradas e novas técnicas fazem parte da programação do evento, que divulgará ao público participante resultados de pesquisas, fomentará a comunicação e o intercâmbio entre os profissionais, a troca de experiências e proporcionaram oportunidade privilegiada de aperfeiçoamento e atualização.

CIRURGIA REFRATIVA COM EXCIMER LASER TEM RECUPERAÇÃO RÁPIDA E INDOLOR

A moderna correção da miopia, hipermetropia e astigmatismo com laser é extremamente segura e precisa, desde que bem realizada e bem indicada. Com os modernos equipamentos diagnósticos, hoje podemos identificar com segurança quais os pacientes que podem ser submetidos a este procedimento.

Os lasers atuais permitem uma correção bastante precisa e segura, reduzindo muito a dependência aos óculos e lentes de contato na grande maioria dos casos.

O procedimento é ambulatorial, rápido, com anestesia local (colírio), absolutamente indolor, e com rápida recuperação visual.

O Dr. Sérgio foi um dos pioneiros no RS, fazendo estes procedimentos desde 1995.

TRANSPLANTE ENDOTELIAL DE CÓRNEA ACELERA MUITO A REABILITAÇÃO VISUAL E DIMINUI MUITO OS RISCOS DO TRANSPLANTE

O transplante de córnea tradicional funciona muito bem para a recuperação da visão na maioria dos casos, no entanto, o tempo de recuperação é muito demorado (6 meses a um ano).

Uma técnica nova de transplante de córnea, o transplante endotelial, vem ganhando força nos últimos anos na Europa e EUA, e tem sido cada vez mais realizado no Brasil, por apresentar menor risco de rejeição, menor número de pontos, melhor qualidade de visão e uma recuperação visual mais rápida (2 a 3 meses).

O Dr. Sérgio foi pioneiro neste tipo de transplante de córnea no RS, com a técnica mais moderna. E os resultados têm sido impressionantes!

CROSS-LINKING ACELERADO COM AVEDRO, TÉCNICA MAIS RÁPIDA E EFICIENTE PARA A ESTABILIZAÇÃO DO CERATOCONE

Até 15 anos atrás não havia tratamento para evitar a progressão do ceratocone, uma doença que deforma a córnea e vai progressivamente limitando a visão do paciente.

Um grupo de oftalmologistas alemães desenvolveu em 1998 uma técnica para reforçar o colágeno da córnea, deixando-a mais resistente à deformação e consequentemente evitando a progressão do ceratocone.

Este reforço do colágeno corneano se chama Cross-Linking, e seus resultados já estão bem definidos, com a estabilização do ceratocone em 95% dos casos.

Este é um procedimento que evoluiu muito nos últimos anos, onde até 3 anos atrás demorava 1 hora. Hoje é realizado em menos de 10 minutos, com maior segurança, com um equipamento chamado Avedro.

O Dr. Sérgio foi pioneiro no RS na realização do Cross-Linking, e também há 3 anos com o equipamento Avedro, 1o disponibilizado em Porto Alegre, tendo apresentado recentemente sua experiência no Congresso da Sociedade Mundial de Ceratocone.

O procedimento é ambulatorial, ou seja, sem necessidade de internação hospitalar, realizado sob com colírio anestésico, absolutamente indolor.

O paciente pode apresentar algum desconforto nos 1os 3 dias após o procedimento, como sensação de areia, fotofobia e dor leve.

A recuperação é lenta e a visão pode ficar mais embaçada nos primeiros 30 a 90 dias, para depois voltar ao que era antes.

  • Compartilhar

About the author

Nelio