8 principais dúvidas sobre o Glaucoma | Oftalmo Centro

Style Sampler

Layout Style

Patterns for Boxed Mode

Backgrounds for Boxed Mode

All fields are required.

Close Appointment form

8 principais dúvidas sobre o Glaucoma

8 principais dúvidas sobre o Glaucoma

O glaucoma é uma das doença que mais causam cegueira no mundo. Ela é considerada silenciosa, sem cura e normalmente é diagnosticada apenas em sua fase avançada. O glaucoma acomete cerca de 1,5 milhões de brasileiros e, mesmo assim, gera muitas dúvidas sobre o que é, quais são os seus sintomas, os tratamento e as formas de prevenção. 

A fase inicial da doença não apresenta sintomas e, por isso, quando o paciente começa a se queixar de perda da visão periférica, a doença já está em grau avançado. Por isso, é importante consultar um oftalmologista com frequência, mesmo que você não precise de óculos.

Confira abaixo as principais dúvidas sobre o glaucoma: 

 

  • O que é glaucoma? 

 

É uma doença ocular causada principalmente pela elevação da pressão intraocular, que acaba provocando lesões no nervo óptico e, como consequência, perda da visão. O nervo óptico é o responsável por levar as imagens captadas pela retina ao cérebro e, por isso, precisa de muito cuidado através de consultas de rotina.

 

  • Quais são os sintomas da doença? 

 

A fase inicial da doença é assintomática, ou seja, quando os sintomas da doença começam a aparecer é porque ela já está provavelmente em estágio avançado. Nessa fase, o paciente já percebe a perda gradual da visão periférica. Depois, o campo visual vai se estreitando até se transformar em visão tubular. Se o tratamento não for rápido e eficaz, é possível chegar à cegueira. 

 

  • Existem formas de prevenir o glaucoma? 

 

É indicado que a partir dos 40 anos todas as pessoas adquiram o hábito de ir ao oftalmologista uma vez ao ano, mesmo sem apresentar nenhum sintoma. Por ser assintomática, essa é a única forma de descobrir a doença antes que ela tenha se desenvolvido. Não fumar, manter hábitos alimentares saudáveis e praticar exercícios físicos regularmente também ajuda a diminuir os riscos.

 

  • Quais são os fatores de risco da doença? 

 

O principal fator de risco para desenvolver o glaucoma é a pressão nos olhos sem tratamento. Além disso, ter mais de 40 anos, sofrer de diabetes e ser negro aumentam as chances da doença. Fatores hereditários também pode influenciar no surgimento. 

 

  • Existe cura para o glaucoma? 

 

Os tratamentos disponíveis atualmente não são capazes de curar e reverter os  sintomas que já se manifestaram. O intuito é barrar e evitar que o glaucoma continue evoluindo. 

 

  • Quais são os tratamentos? 

 

No período inicial o tratamento é feito com colírios e tem como objetivo principal diminuir a pressão intraocular. Em casos mais emergenciais o tratamento pode ser feito com medicação via oral, com laser ou até ter que fazer cirurgia. Existem outros casos que estão associados a distúrbios e requerem tratamento específico. O objetivo de todos esses tratamentos é acabar com os sintomas e fazer com que a doença não progrida. 

 

  • Todas as pessoas com a doença ficam cegas? 

 

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) o glaucoma é a segunda maior causa de cegueira no mundo. Porém, nem sempre ela leva o paciente afetado à cegueira. Hoje em dia existem muitos tratamentos que são capazes de fazer com que a doença pare de evoluir. Então, o mais importante é buscar um oftalmologista o mais rápido possível caso já estejam surgindo sintomas.

 

  • Qual o intervalo ideal entre consultas para o controle do glaucoma? 

 

O acompanhamento deve ser o mais individualizado possível e depende totalmente do estágio da doença do paciente, se ele já apresenta sintomas, quais e diversos outros fatores.

 

  • Compartilhar

About the author

Administrador