Como evitar a ardência nos olhos ao usar o computador | Oftalmo Centro

Style Sampler

Layout Style

Patterns for Boxed Mode

Backgrounds for Boxed Mode

All fields are required.

Close Appointment form

Como evitar a ardência nos olhos ao usar o computador

Como evitar a ardência nos olhos ao usar o computador

Usar o computador virou algo rotineiro no dia a dia de muitas pessoas, seja no trabalho, na faculdade ou até em casa. Porém, além das muitas praticidades, inovações e possibilidades que surgiram com a máquinas, alguns problemas também começaram a ser mais frequentes, como por exemplo, a ardência e irritação nos olhos após um período na frente da tela.

A ardência nos olhos é um sintoma que pode estar ligado a diferentes causas, como alergias, rinite, infecções, mas também por conta do tempo que você passa na frente do computador. Alguns estudos sugerem que se você passa mais de duas horas por dia em frente ao monitor, é possível que você sofra da Síndrome da Visão de Computador, em inglês conhecida como CVS. Essa síndrome afeta muitas pessoas, principalmente no ambiente de trabalho, e seus sintomas incluem, além da ardência nos olhos, vermelhidão, secura e irritação.

Para evitar esse problema, algumas medidas podem ser adotadas, como por exemplo, fazer pausas frequentes, evitando ficar mais de 2 horas na frente da máquina; Piscar sempre, parece fácil, mas na frente da tela geralmente esquecemos de piscar, e isso pode ter fortes consequências; Diminuir o brilho do monitor, pois a luz muito forte pode fazer mal para a visão; Manter o monitor afastado do rosto; e por último, lembrar de fazer consultas de rotina a um oftalmologista, a fim de evitar o aparecimento de qualquer problema.  

Problemas de visão que causam enxaqueca.

Uma crise de enxaqueca é algo que não desejamos para ninguém. Quem já sofreu com isso sabe, e evita ao máximo que isso se repita. As enxaquecas fazem com que nossos olhos fiquem completamente sensíveis à luz ou  até que nós mal consigamos levantar para fazer qualquer coisa. Muitas são as causas que podem levar a enxaqueca, porém aqui apresentaremos alguns problemas de visão que podem virar um pesadelo desnecessário se não cuidados.

Primeiramente, vamos definir a enxaqueca. Esta consiste em um tipo de dor de cabeça bastante acentuada e intensa, que traz a sensação de latejamento em certas regiões da cabeça. As causas que levam à enxaqueca são altos níveis de inflamação, picos de estresse, alteração dos níveis dos neurotransmissores, como a serotonina, por exemplo, e alterações hormonais que podem ser ocasionadas pela dieta, além dos problemas de visão que citaremos mais adiante. Alguns dos sintomas bastante comuns da enxaqueca, além da dor intensa, são as náuseas, perda de apetite ou dor de estômago, sensibilidade à luz e ao som, visão turva, tontura, incapacidade de concentrar e falar.

Seguem os problemas de visão que podem se tornar causas da enxaqueca:

Miopia: Pode ser que você tenha passado por um longo período de exposição fazendo um esforço grande para enxergar alguma coisa de longe. Com a visão turva, não enxergando direito, é comum que façamos um esforço, como por exemplo, espremendo os olhos para tentar focar objetos distantes. Esse esforço, se tornando algo frequente, pode desencadear uma boa enxaqueca. Por isso o mais indicado é, ao perceber qualquer problema que faça você forçar mais a visão, que faça uma visita ao oftalmologista.

Hipermetropia: É cada vez mais comum ouvirmos as pessoas reclamando de dor de cabeça, que muitas vezes podem ser potencializadas e se tornarem uma enxaqueca, após um dia inteiro de estudos ou trabalho. Geralmente, essa enxaqueca está relacionada à hipermetropia, problema na vista que atrapalha as pessoas a focar os objetos de perto.

Astigmatismo: Outro problema de visão bastante comum que pode acarretar em enxaqueca é o astigmatismo. Nesse caso, o paciente encontra dificuldades para enxergar tanto os objetos de longe, quanto de perto. Com isso, ele está sempre forçando a visão, e essa força para focar a imagem, sendo frequente, pode causar uma grande enxaqueca.

Estrabismo: Geralmente, é possível corrigir o estrabismo com tratamento ainda no estágio inicial da detecção do distúrbio. Há várias opções de tratamento para alinhar os olhos, incluindo óculos especiais, uso de tapa-olho e, em poucos casos, cirurgia.

  • Compartilhar

About the author

Administrador