Hipertensão e os perigos para a visão | Oftalmo Centro

Style Sampler

Layout Style

Patterns for Boxed Mode

Backgrounds for Boxed Mode

All fields are required.

Close Appointment form

Hipertensão e os perigos para a visão

Hipertensão e os perigos para a visão

A hipertensão é uma dessas doenças silenciosas, que não tem cura, mas sim um tratamento que é feito ao longo da vida. A perda de visão é um dos males que a doença pode acarretar. Neste artigo você vai saber um pouco mais sobre o assunto.

Retinopatia

A retina tem a função de receber ondas de luz e assim convertê-las em impulsos transmitidos para o cérebro permitindo que as pessoas enxerguem. A retina é um órgão bastante sensível, e, em decorrência de alguma doença o quadro de retinopatia pode se instaurar. A retinopatia consiste em lesões, não inflamatórias, na área da retina que causam a perda de visão e ela pode acontecer em decorrência de vários quadros clínicos.

As retinopatias mais comuns são as causadas em decorrência da diabetes e da hipertensão arterial. A doença se instaura por conta da alteração dos vasos sanguíneos na área dos olhos. Na retinopatia diabética, o alto índice de glicose é a razão para a instauração do quadro. Já na retinopatia hipertensiva, as alterações vasculares da hipertensão interferem da mesma maneira que a diabetes nos vasos sanguíneos que irrigam os olhos.

Hipertensão x Visão

Portadores de pressão alta devem visitar anualmente seu médico oftalmologista para prevenção e controle desse quadro. Não somente a retina, como o nervo ligado a ela podem ser afetados pela doença, causando a perda ou diminuição da visão. A instauração da retinopatia nos olhos depende da rapidez que o quadro de hipertensão avança no paciente e a duração da doença, assim como a idade do paciente. Essas alterações que acontecem na retina, também ocorrem em outros órgãos do corpo das pessoas com pressão alta, como nos rins e cérebro.

Nos olhos só é possível identificar a gravidade da doença somente a partir de um exame clínico, em que o médico dilata as pupilas dos pacientes. O exame funciona como um diagnóstico e também como uma maneira de saber o desenvolvimento futuro do quadro clínico. Como dito no início deste artigo, tanto a hipertensão, quanto a alteração que a retinopatia pode ocasionar são silenciosas no início, fazendo com que as pessoas não percebam e quando vão descobrir a doença já está bastante avançada, implicando no tratamento do quadro.

Tratamento

Assim como a hipertensão e diabetes, não existe cura para a retinopatia, mas já há métodos para prevenir essa disfunção, fazendo com que ela não avance e também podendo recuperar parte dos danos causados. É muito importante realizar o exame de fundo de olho, que dilatadas pupilas para exame e assim consegue-se saber qual o diagnóstico. Para pacientes hipertensos é importante que tenham seus níveis de pressão controlados, para evitar ou até mesmo poder controlar a retinopatia. Em casos mais graves da doença existem condutas específicas a serem feitas, como uma avaliação detalhada com a produção de exames complementares.

1
  • Compartilhar

About the author

Administrador