Inverno x saúde dos olhos | Oftalmo Centro

Style Sampler

Layout Style

Patterns for Boxed Mode

Backgrounds for Boxed Mode

All fields are required.

Close Appointment form

Inverno x saúde dos olhos

Inverno x saúde dos olhos

foto2

O inverno é caracterizado por ser a estação mais fria do ano, tornando assim o ar mais seco, devido ao baixo índice de umidade no ar. Isso faz com que as pessoas fiquem mais suscetíveis aos fatores que desencadeiam as doenças oculares de inverno. Isso acontece porque durante esse período, além da maior concentração de poluentes no ar, os nossos olhos perdem um pouco da sua lubrificação natural devido à evaporação da camada aquosa da lágrima. Por conta  disso, nessa época é fundamental ficar atento à saúde ocular.

Dentre os principais problemas oculares que se intensificam no inverno, estão as alergias, conjuntivites e a síndrome do olho seco.

Alergias oculares: Na maioria dos casos, as alergias oculares são causadas por poeira, fumaça, ácaros etc. Entre os sintomas mais comuns estão: olhos vermelhos, coceira, lacrimejamento, ardência, fotofobia e irritação. O tratamento da alergia ocular é simples, basta afastar a substância que produziu a reação alérgica. Após, é recomendado procurar um oftalmologista para combater a resposta do organismo como um todo;

Conjuntivite: Trata-se de uma inflamação na parte branca dos olhos e pode se manifestar de três formas: alérgicas, virais e bacterianas; sendo as primeiras as mais frequentes. O tratamento depende do diagnóstico, mas em geral é feito com soros fisiológicos. Conjuntivites bacterianas podem ser tratadas com colírios antibióticos. Já as conjuntivites virais nem sempre poderão ser tratadas com colírios.

Síndrome do olho seco: Relacionada à exposição a determinadas condições do meio ambiente como poluição, poeira, ar seco, baixa umidade do ar e lugares fechados com aparelhos de ar condicionado, a Síndrome do Olho Seco trata-se de uma doença ocular crônica caracterizada pela diminuição da produção da lágrima ou deficiência em alguns de seus componentes, ou seja, pouca quantidade ou má qualidade da lágrima. O tratamento consiste, entre outras medidas, com um procedimento específico (fechamento dos pontos lacrimais), evitando, assim a drenagem das lágrimas pelas vias lacrimais. Além disso, existem tratamentos onde são utilizadas lágrimas artificiais em gotas (colírios) colocadas nos olhos várias vezes ao dia, conforme a necessidade. Em alguns casos, a utilização de colírios não é suficiente e pode ser necessário utilizar anti-inflamatórios, antibióticos, entre outros, para um eficaz controle da doença.

1
  • Compartilhar

About the author

Administrador